Flagra na rua: a senhora do cabelo colorido

b4ed771e872011e2b62722000a1fbc10_7

Adoro pessoas modernas – não importa a idade – que não têm medo de ousar, que não olham torto para os que são ditos diferentes perante a sociedade. E é lindíssimo quando os mais “clássicos” aceitam essa modernidade toda.  Acho corajoso se assumir e ser o que bem entender, sem medo de passar vergonha ou de querer agradar a todos. Nunca iremos agradar 100%, fato, então acho mais correto satifazermos primeiro a nós mesmos e sermos aquilo que queremos. Eu sempre procurei aprovação dos outros, mas estou aprendendo que antes de tudo preciso estar feliz comigo mesma para depois deixar o restante satisfeito também. Não é fácil, acredite.

Se eu quero pintar meu cabelo de azul, não vejo problema. Se eu quero fazer uma tatuagem na testa, fa-lo-ei. Assim se eu quiser usar mesóclise em 2013, não vejo mal também (mesmo não sabendo usar direito, heh). Para encerrar, tem uma frase muito bacana da Dita von Teese que é perfeita para entender que não existe perfeição nessa vida (nem dela) “‘You can be the ripest, juiciest peach in the world, and there’s still going to be somebody who hates peaches.”

Então, senhora do cabelo roxo, não se preocupe se metade da população dá risada do seu cabelo, tenha certeza que a outra metade AMA. Eu amei, registrei e me inspirei 🙂

ps:- se encontrá-la de novo irei avisá-la sobre tudo isso.

Advertisements

4 thoughts on “Flagra na rua: a senhora do cabelo colorido

  1. um tempinho atras vi uma senhora na rua usando um chapeu igual aquele do benjamin franklin hahaha. aqui o povo eh bem mais relaxado com a aparencia, cada um se veste como quer e ninguem liga. eu vejo umas coisas absurdas por conta disso, dou uma risadinha por dentro, mas na real eu curto saber que existe essa liberdade toda e as pessoas aproveitam mesmo. 🙂

    • aham! aí fora é bem mais tranks, se quiser sair de pijama, ok, né? ninguém nem tchum. Brasil ainda é novinho, tem que aprender muito! mas o que gosto de Curitiba é que sempre encontro gente assim, que não tem medo de assumir o estilo! lógico que tem coisas absurdas, mas cada um sabe o que faz (e a gente ri por dentro).

  2. Quando eu tinha o cabelo todo cor de rosa adorava a cara de chocad das pessoas qdo esbarravam em mim na rua, haha… Uma vez meu pai, constrangido, me perguntou se eu não cansava de ser o centro das atenções. “Claro que não, haha” ❤

    • haha amo!! eu tive o cabelo metade laranja e depois metade rosa, a minha mãe AMAVA e ficou triste quando tirei. o sonho dela era pintar o cabelo bem louca quando jovem. por outro lado, ela não curte muito tatuagem, então já viu, né? fica no 0 a 0. e tu és leonina nata ❤

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s